Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bolsonaro diz negociar PEC para baratear combustível e energia em ano eleitoral

Defendida pelo presidente em live, proposta de zerar alíquotas burlaria Lei de Responsabilidade Fiscal e resultaria em perda de arrecadação de 50 bi por ano
Bolsonaro diz negociar PEC para baratear combustível e energia em ano eleitoral
Foto: Reprodução, Facebook

Em sua live nas redes sociais nesta quinta (20), Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta (20) que negocia com o Congresso uma PEC para reduzir o preço dos combustíveis e da energia elétrica ainda neste ano, quando pretende disputar a reeleição.

“Nós temos uma Proposta de Emenda à Constituição, que está sendo negociada com a Câmara e com o Senado, para nós diminuirmos, ou melhor, podermos ter a possibilidade de praticamente zerar os impostos dos combustíveis, PIS e Cofins. Então, é uma possibilidade”, afirmou o presidente.

Segundo o Estadão, quem está à frente das negociações em torno da PEC é o líder do governo no Congresso, Eduardo Gomes. Ela seria uma forma de driblar a Lei de Responsabilidade Fiscal e sua exigência de que o governo, ao reduzir um tributo, compense o efeito na arrecadação elevando outro.

Fontes do próprio governo disseram à Folha que, caso o governo zere as alíquotas de PIS/Cofins sobre gasolina, diesel e etanol, a perda de arrecadação será da ordem de R$ 50 bilhões ao ano.

Ao lado dos ministros Bento Albuquerque e Tarcísio de Freitas (na foto), Bolsonaro afirmou ainda que a PEC daria um “alívio” para os consumidores e voltou a dizer que “a questão da inflação está no mundo todo acontecendo”.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....