Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bolsonaro defende armamento da população para “preservar a democracia”

Ontem, o presidente da República disse que o país estaria próximo de viver “outra crise”, caso as eleições não sejam auditadas
Bolsonaro defende armamento da população para “preservar a democracia”
Foto: Marcos Corrêa/PR

Em meio aos ataques diários ao sistema eleitoral, Jair Bolsonaro disse hoje que “defende o armamento para o cidadão de bem” para que a democracia seja preservada, independentemente dos “meios que porventura um dia tenhamos que usar”.

Como mostramos, ontem o presidente da República fez uma nova ameaça à democracia brasileira. Aos gritos e palavrões, ele disse que o país estaria próximo de viver “outra crise”, caso as eleições não sejam auditadas.

Hoje, durante cerimônia de inauguração da duplicação de um trecho da BR-101, em Sergipe, Bolsonaro defendeu o armamento da população como forma de se manter a normalidade da democracia brasileira.

“Nós defendemos o armamento para o cidadão de bem, porque entendemos que a arma de fogo, além de uma segurança pessoal para as famílias, ela também é a segurança para a nossa soberania nacional e a garantia de que a nossa democracia será preservada, não interessa os meios que porventura um dia tenhamos que usar. A nossa democracia e a nossa liberdade são inegociáveis”, disse o presidente da República.

Assista:

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....