Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bolsonaro comenta prisão de ex-ministro: "Vai respingar em mim, obviamente"

Milton Ribeiro, Arilton Moura e outros são suspeitos de corrupção e tráfico de influência na liberação de verbas do MEC para prefeituras
Bolsonaro comenta prisão de ex-ministro: “Vai respingar em mim, obviamente”
Foto: Youtube

Em entrevista à rádio Itatiaia, Jair Bolsonaro foi questionado sobre a prisão de Milton Ribeiro e do pastor Arilton Moura. Segundo ele, o ex-ministro teria tido uma “conversa informal demais com pessoas da confiança dele” e que a atual operação “é sinal de que a PF está agindo”.

“Mantemos em cada ministério um sistema de compliance. É corrupção zero. Nós afastamos ele. Se tem prisão, é Polícia Federal. É sinal de que a PF está agindo, que ele responda pelos atos dele. É um sinal de que eu não interfiro na PF. Vai respingar em mim, obviamente. Se alguém faz algo de errado, vai botar a culpa em mim? 20 mil pessoas? Logicamente, minha responsabilidade é afastar e colaborar com a investigação.”

Ribeiro, Arilton e outros investigados são suspeitos de corrupção e tráfico de influência na liberação de verbas do MEC para prefeituras. Quando o esquema veio à tona, em reportagem do Estadão, Bolsonaro defendeu o então ministro e disse que colocava a “cara no fogo” por ele. Foi o próprio Ribeiro que pediu afastamento do cargo.

Assista:

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....