Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bolsonaristas com ciúmes do Centrão

Bolsonaristas com ciúmes do Centrão
Foto: Reprodução/Twitter/Daniel Freitas

Deputados bolsonaristas estão se queixando, nos bastidores, da atuação de Luiz Eduardo Ramos, ministro-chefe da Secretaria de Governo. Há um claro ciúme do Centrão, para a surpresa de ninguém.

Um deputado da “base raiz” do governo disse a O Antagonista — pedindo para não ser identificado — que os vice-líderes do governo na Câmara ficaram de receber R$ 1 milhão em recursos extras neste início de 2021, mas, até agora, “a promessa ficou só no balança beiço”.

“Deve ter dado overbooking”, brincou o deputado, insinuando que o Planalto pode ter prometido mais do que podia para garantir a vitória de Arthur Lira.

Ontem, mostramos como o esquema das verbas extras se transformou no toma lá, dá cá longe dos nossos olhos. Verba extra é dinheiro que o congressista negocia para as suas bases eleitorais diretamente com ministros, na coxia da Esplanada. Essa distribuição de recursos se dá sem qualquer critério e sem o mínimo de transparência.

Um outro deputado bolsonarista reclamou da postura de Ramos também na negociação de cargos em órgãos federais no estados.

“Ele chama a gente e pede para escolher, digamos, três cargos. Aí passam dois, três meses e começam as desculpas como ‘tal cargo não vai dar certo, porque tem que ser funcionário de carreira’ ou ‘esse cargo já foi ocupado’. De repente, aparece alguém do Centrão ou um militar na função.”

Os bolsonaristas já foram preteridos até pelo cantor de axé Netinho — relembre aqui. Não daria para imaginar que ganhariam do Centrão, né?

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....