Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Barroso solta o verbo contra a perseguição à Lava Jato

Barroso solta o verbo contra a perseguição à Lava Jato
Foto; Nelson Jr./SCO/STF

No seu voto, Luís Roberto Barroso criticou indiretamente a perseguição aos procuradores da Lava Jato, um dia depois de o CNMP ter advertido Deltan Dallagnol por ter criticado o STF.

Ele disse:

“Muita gente gostaria de transformar a reação indignada da sociedade brasileira no enfrentamento à corrupção. Muita gente tenta transformar esse processo histórico decisivo para perseguir gente proba e honesta.”

E também:

“Sou contra vazamentos, sou contra manobras informais ardilosas, sou contra a perseguição de qualquer tipo, a qualquer pessoa, por qualquer motivo que seja e, portanto, sou a favor da punição rigorosa de quem quebra o sigilo fiscal e bancário fora das hipóteses permitidas, e também recomendo que as pessoas diminuam a sua euforia com provas obtidas criminosamente.”

E ainda, como publicamos:

“O país vem fazendo um esforço enorme para empurrar para a margem da história essa velha ordem em que era legítima a apropriação do estado e o desvio do dinheiro público. Somos uma sociedade que deixou de aceitar (a corrupção), há uma enorme demanda por integridade e as instituições precisam corresponder à demanda da sociedade.”

Barroso não fala javanês.

Assista:

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....