Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Barros diz que, se pudesse, não teria tomado vacina

O líder do governo na Câmara afirmou, em entrevista publicada nesta segunda-feira, que só foi imunizado porque precisava do certificado para viajar
Barros diz que, se pudesse, não teria tomado vacina
Foto: Pedro França/Agência Senado

O líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (foto), afirmou, em entrevista, que não teria tomado a vacina contra a Covid se não precisasse do comprovante de imunização para viajar.

“Eu fui vacinado, porque eu tinha necessidade de viajar e precisava do comprovante”, disse ele a O Globo.

“Eu acho que eu não tomaria, porque eu peguei Covid-19 e eu tenho no meu exame a prova da minha imunidade. As pessoas que pegam Covid-19 têm anticorpos contra a doença”, completou, repetindo o discurso sem embasamento científico de Jair Bolsonaro.

Segundo Barros, o posicionamento de Jair Bolsonaro contrário à vacina não deve prejudicar seu desempenho nas eleições de 2022. O líder do governo garante que esse é um assunto superado.

“Todas as vacinas foram pagas pelo governo federal. O presidente tem sua opinião e não vai mudar. Este eventual desgaste não vai refletir positivamente nem negativamente, porque o assunto vacina estará superado na eleição. Nós compramos todas as vacinas que foram aplicadas no Brasil. O governo Bolsonaro teve uma postura, e o presidente Bolsonaro teve outra postura. Ele teve serenidade de não impor a sua posição ao governo.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....