Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bancada do Podemos no Senado defende que Davi Alcolumbre seja afastado da CCJ

Seis funcionárias de Davi Alcolumbre acusam o senador por um esquema de rachadinha que desviou, pelo menos, 2 milhões de reais
Bancada do Podemos no Senado defende que Davi Alcolumbre seja afastado da CCJ
Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Por meio de nota oficial, a bancada do Podemos no Senado defendeu há pouco o afastamento imediato do presidente da CCJ, Davi Alcolumbre (DEM-AP), acusado de suposta prática de rachadinha.

No final de semana, a revista Veja revelou que o parlamentar recebeu pelo menos R$ 2 milhões por meio do esquema. De acordo com a reportagem, seis mulheres foram contratadas como assessoras, mas nunca trabalharam no Senado.

“A medida [afastamento de Alcolumbre] tem dois propósitos: permitir ao Senador se defender de maneira plena e, ao mesmo tempo, não prejudicar o regular andamento dos trabalhos da mais importante comissão da Casa”, diz a nota assinada por nove parlamentares da sigla.

“As denúncias, que já são objeto de notícia-crime ao Supremo Tribunal Federal, devem também ser investigadas pelo Conselho de Ética do Senado Federal, colegiado cuja composição atual está com mandato vencido e cuja eleição dos novos membros está pendente”, afirmam os parlamentares.

Leia na íntegra a nota da bancada do Podemos no Senado Federal:

Tendo em vista as graves denúncias veiculadas na imprensa no último final de semana, o Podemos defende o imediato afastamento do Senador Davi Alcolumbre da Presidência da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado Federal. A medida tem dois propósitos: permitir ao Senador se defender de maneira plena e, ao mesmo tempo, não prejudicar o regular andamento dos trabalhos da mais importante comissão da Casa.

As denúncias, que já são objeto de notícia-crime ao Supremo Tribunal Federal, devem também ser investigadas pelo Conselho de Ética do Senado Federal, colegiado cuja composição atual está com mandato vencido e cuja eleição dos novos membros está pendente.

Finalmente, o PODEMOS considera necessário que a Presidência do Senado Federal determine um calendário para as votações das indicações de autoridades no Plenário da Casa, cumprindo a pauta e auxiliando a distensionar as divergências.

Senador Álvaro Dias(PR)
Senador Eduardo Girão (CE)
Senador Flavio Arns (PR)
Senador Jorge Kajuru(GO)
Senador Lasier Martins(RS)
Senador Marcos do Val(ES)
Senador Oriovisto Guimarães(PR)
Senador Reguffe(DF)
Senador Styvenson Valentim(RN)

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....