Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Autores querem que requerimento de CPI do MEC seja lido até quinta-feira

Senadores apresentaram requerimento com 31 assinaturas nesta terça-feira; CPI pode ser instalada na última semana antes do recesso
Autores querem que requerimento de CPI do MEC seja lido até quinta-feira
Foto: Pedro França/Agência Senado

Os senadores de oposição que apresentaram o requerimento pedindo a CPI do MEC esperam que a autorização da comissão ocorra até a quinta-feira (30). Em entrevista coletiva pós a entrega do pedido, eles disseram já estar em tratativas com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), o único que pode autorizar a abertura da comissão parlamentar.

“A partir de agora, cabe à Mesa Diretora, sob a condução do presidente Pacheco, se ater aos três requisitos que a Constituição existe”, disse Randolfe Rodrigues, o autor do pedido de CPI. “É razoável que a oposição e a minoria dê à mesa o tempo da análise e existência destes pré-requisitos. E é razoável acreditar que até a quinta-feira essa análise se concluirá e o requerimento será lido [em plenário].”

O requerimento conta com 31 assinaturas, quatro a mais que o mínimo necessário. Com as adesões esperadas de Nelsinho Trad (PSD-MS) e de Otto Alencar (PSD-BA), a CPI pode chegar com o apoio de 33 nomes.

“Com isso, os movimentos do governo a partir de agora serão em dois sentidos: tentar impedir a maioria na CPI e tentar antecipadamente que a comissão se frustre ou se torne em pizza”, continuou o senador, que disse que os senadores podem retirar seu nome até 12 horas após a leitura pelo presidente do Senado.

A expectativa dos parlamentares é que, caso o relatório seja lido ainda nesta semana, a CPI possa ser instalada na última semana antes do recesso de julho, ou na primeira semana de agosto, quando o Congresso volta aos trabalhos.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....