Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Apesar de avanços, ‘fator tempo’ pode atrapalhar federação de esquerda

Integrantes de PT, PCdoB, PSB e PV admitem que prazo exíguo dificulta elaboração de estatuto e programa conjunto do consórcio de partidos
Apesar de avanços, ‘fator tempo’ pode atrapalhar federação de esquerda
Foto: Wilson Lima/O Antagonista

Mesmo diante de vários avanços nas conversas entre PT, PCdoB, PSB e PV para a formação de uma federação de partidos de esquerda, o “fator tempo” ainda é tido como o principal entrave para a formalização do consórcio de siglas.

Como mostramos, os quatro partidos vão ingressar com uma ação no TSE para tentar dilatar o prazo determinado pelo ministro Luís Roberto Barroso para a constituição da federação. Barroso estipulou que o prazo expira em março; os partidos querem postergá-lo para julho, antes das convenções partidárias.

A alegação dos partidos é que o instituto das federações é algo complexo para se instituir em pouco menos de dois meses.

“Você precisa convocar, aprovar estatuto, aprovar programa. É muita coisa para pouco tempo. Os prazos estão no limite”, disse o líder do PCdoB na Câmara, Renildo Calheiros (PE).

“A questão do prazo é um dificultador. Nem sempre o tempo da política é o da burocracia do TSE. Estamos discutindo a questão institucional, mas ela também passa pelas questões políticas”, complementou o presidente do PSB, Carlos Siqueira.

Nos bastidores, porém, o discurso é um pouco mais pessimista. Integrantes das siglas afirmam que dificilmente a federação sairá do papel caso o TSE não prorrogue o prazo até o final do semestre.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....