Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Apesar da ameaça de Zé Trovão, caminhoneiros descartam paralisação

Representantes dizem que atos pontuais devem ocorrer, mas ainda sem data definida. Eles dizem que situação continua desfavorável a caminhoneiros
Apesar da ameaça de Zé Trovão, caminhoneiros descartam paralisação
Foto: Reprodução/redes sociais

Representantes de caminhoneiros dizem que, apesar do aumento no preço do diesel prejudicar o trabalho de caminhoneiros em todo o país, não há até o momento nenhuma mobilização agendada contra a Petrobras ou o governo. A convocação de uma paralisação feita pelo bolonarista Zé Trovão dificilmente terá repercussão no setor.

“Estes que estão convocando para manifestações são os mesmos que convocaram [manifestações] para setembro do ano passado, tentando derrubar o STF. O caminhoneiro autônomo não vai estar envolvido em nada, em nenhum tipo de paralisação ou manifestação no sentido de derrubar ou apoiar o governo, STF ou o que seja“, disse a O Antagonista José Roberto Stringasci, representante da Associação Nacional de transporte do Brasil (ANTB).

O líder da categoria aposta que, em vez de uma manifestação maior, com paralisação de rodovias e em portas de refinaria, o cenário seja de pequenos grupos de caminhoneiros com atos isolados, defendendo pautas variadas. “A categoria e as entidades, no entanto, não apoiam nenhum destes atos”, ele reiterou.

A mesma indefinição é vista por Wallace Landim, da Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores (Abrava). Ao tratar da conjuntura da situação, o representante conhecido como “Chorão Caminhoneiro” disse acreditar que o presidente está buscando uma solução ao caso, mas que ele está “tentando tirar a responsabilidade para colocar no colo da Petrobras.”

Mais cedo, Chorão gravou um vídeo onde alertou que “o país vai parar naturalmente por não ter condições de rodar” e cobrou uma reação generalizada de setores do transporte. Ele gravava durante o abastecimento de um veículo com o diesel próximo a R$9 por litro.

“Quando eu falo em ir para cima da Petrobras, é ir para cima do governo federal também. Porque quem nomeia o presidente da presidente da estatal é o presidente – foi o senhor Jair Messias Bolsonaro”disse, que fez uma proposta, um compromisso para nós, de mudar esse preço de paridade de importação em 2018. Por isso que acreditamos no senhor.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....