Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Apenas 5 estados, dentre 26 e o DF, são classificados como “ótimos” em transparência

Trata-se de Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná, Rondônia e Goiás; levantamento é da organização alemã Transparência Internacional
Apenas 5 estados, dentre 26 e o DF, são classificados como “ótimos” em transparência
Reprodução

Ranking inédito, lançado no Brasil nesta terça-feira (5) pela organização anticorrupção Transparência Internacional, mostra que apenas cinco unidades da federação, dentre 27, foram classificadas como “ótimas” em termos de transparência.

Os resultados, denominados Índice de Transparência e Governança Pública (ITGP), se baseiam na avaliação de 84 critérios diferentes, divididos em oito categorias, dentre elas “Transparência Financeira e Orçamentária”, “Comunicação” e “Dados Abertos”.

As cinco unidades da federação classificadas como “ótimas” foram Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná, Rondônia e Goiás.

O índice apontou outras 12 unidades da federação com resultado “bom”, 7 com “regular”, e 3 (Pará, Acre e Sergipe) como “ruim”.

Em geral, a região Norte é a que mais sofre com a falta de transparência. Apesar da “ótima” performance de Rondônia, todos os outros estados são classificados como “regular” ou “ruim”.

Dentre outros destaques do levantamento da Transparência Internacional, Espírito Santo e Minas Gerais são os únicos estados com regulamentação sobre transparência da atividade de lobby.

Além disso, o Espírito Santo, mais uma vez, e o Paraná são os únicos com regras para proteger denunciantes de corrupção.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....