Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Anvisa cancela registro de spray nasal israelense

Belcher pretende importar o Taffix, da empresa Nasus Pharma, para o Brasil
Anvisa cancela registro de spray nasal israelense
Reprodução/Nasus Pharma

A Anvisa cancelou nesta quarta (19) a notificação do spray nasal israelense Taffix, que a Belcher pretende importar para o Brasil.

O cancelamento foi publicado no Diário Oficial.

“Notificação” é o termo utilizado pela Anvisa para a regularização de produtos para saúde isentos de registro – que não são medicamentos.

Segundo a agência,  “[o] produto apresenta em suas alegações ser utilizado para bloquear vírus dentro da cavidade nasal e por ser altamente eficaz no bloqueio de vários vírus respiratórios, incluído o SARS-CoV-2. No entanto, evidenciou-se que não foram apresentados estudos clínicos para a sua comprovação, o que torna necessário o seu cancelamento imediato”.

A Anvisa acrescentou que “as empresas responsáveis que desejarem regularizar sprays antivirais devem comprovar todas as indicações de uso propostas por meio de estudos clínicos”.

A Belcher reagiu. Em nota em seu site, afirmou que o Taffix “não se configura como um medicamento”, e sim um produto para a saúde, que “não apresenta finalidade terapêutica, curativa ou diagnóstica”, e portanto deve ser tratado com regras diferentes das de um medicamento.

Em tempo: esse não é o mesmo spray que a comitiva do governo foi conhecer em Israel. A delegação conheceu o spray EXO-CD24.

Leia também:

Na viagem do ‘spray milagroso’, Netanyahu cobrou do Brasil investimento no setor cibernético

Governo desconfiava da Pfizer e da Janssen, mas apostava em spray, mostram documentos

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....