Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Alvaro Dias diz que CPI do MEC “seria apenas um palanque”

Segundo o líder do Podemos, dois senadores de seu partido retiraram suas assinaturas para a criação do colegiado "depois da análise que fizeram"
Alvaro Dias diz que CPI do MEC “seria apenas um palanque”
Foto: Daniel Medeiros/O Antagonista

Alvaro Dias (foto), líder do Podemos no Senado, comentou neste domingo (10) sobre a possibilidade de abertura de uma CPI para investigar as denúncias do “bolsolão do MEC”. Em entrevista à Jovem Pan, ele afirmou que não apoiou a abertura da comissão por considerar que ela “seria apenas um palanque armado com objetivos eleitoreiros”

“Em ano eleitoral, especialmente na situação do Brasil, uma CPI é um palanque. E nós já vimos isso na CPI da Covid. Era importante aquela CPI, mas infelizmente ela não atuou como deveria”, disse.

Como mostramos, dois senadores do Podemos (Oriovisto Guimarães e Styvenson Valentim) retiraram suas assinaturas para a criação da CPI do MEC. 

Segundo Alvaro Dias, os parlamentares de seu partido “haviam assinado por adotar essa prática como rotina e, depois da análise que fizeram, retiraram as assinaturas.”

Na sexta-feira, Randolfe Rodrigues havia conseguido as 27 assinaturas necessárias para protocolar o pedido de instalação da comissão.

Leia também: Moro traiu ou foi traído?

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....