Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Alcolumbre mantém assessor suspeito de comandar rachadinha

Paulo Augusto de Araújo Boudens continua trabalhando para o presidente da CCJ e recebendo um salário de R$ 22,9 mil
Alcolumbre mantém assessor suspeito de comandar rachadinha
Foto: Roque de Sá/Agência Senado

O presidente da CCJ do Senado, Davi Alcolumbre (foto), não exonerou o assessor que cuidava da contratação de funcionários. Ele foi acusado de comandar um esquema de rachadinha em seu gabinete.

Paulo Augusto de Araújo Boudens continua no cargo, recebendo R$ 22,9 mil, diz o Metrópoles.

O caso das supostas rachadinhas foi revelado pela Veja, em 29 de outubro. O esquema teria desviado ao menos R$ 2 milhões.

Alcolumbre negou as acusações e disse que a responsabilidade era de Boudens. O parlamentar afirmou, ainda, não se lembrar das ex-funcionárias que fizeram a denúncia.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....