Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Agamenon: Acorda, Jairzinho

Em outubro, os brasileiros poderão exercer o seu direito cívico e escolher a pessoa que vão ficar xingando nos próximos quatro anos
Agamenon: Acorda, Jairzinho
Agamenon/O Antagonista

O Instituto Datatrolha divulgou uma nova pesquisa mostrando vantagem de Luísque Inácio Lula da Silva na eleição para presidente. Em outubro, os brasileiros, mais uma vez, poderão exercer o seu direito cívico e escolher a pessoa que vão ficar xingando nos próximos quatro anos.

Segundo os analistas políticos da GloboNews, dois fatores influenciaram as pesquisas. Em primeiro lugar, o casamento do ex-presidionário prova que a indústria eroto-farmacêutica é capaz de fazer uma candidatura crescer. Em segundo, a candidatura de Tiro Gomes continua encolhida e minúscula, principalmente depois do debate com o Gregório Duvidier. O humorista passou o tempo todo reclamando que Ciro não o deixou falar —o que, convenhamos,  até que é uma boa. O esquentado candidato cearense mostrou, mais uma vez, seu caráter belicoso de sertanejo cabra-macho que vai resolver todos os problemas do Brasil na base da porrada. Principalmente o problema da violência. Apesar de tudo, não se pode negar que Ciro é o candidato mais preparado. Preparado para perder mais uma eleição. Quem sabe assim Ciro desista da política e, como todo bom cearense, vire sushiman no Rio ou em São Paulo.     

Por falar em violência e boçalidade, o Brasil mostrou mais uma vez que é o campeão mundial de brutalidade policial. Até mesmo o Putin, impressionado com a letalidade da nossa polícia, está pensando em pedir ao presidente Jair Bolsonarma que envie para a Rússia um batalhão de PMs cariocas para combater as tropas ucranianas. E mande também uma galera da Polícia Rodoviária Federal de Sergipe, para dar um gás nas combalidas tropas russomanas.

Como diria um comentarista da GloboNews que acabou de ser demitido e está trabalhando como comentarista na CNN, o Brasil passou da decadência à barbárie sem ter passado pela civilização, E a culpa é dos sanguinários portugueses, que dizimaram milhares de pacíficos indígenas que viviam harmoniosamente guerreando entre si.

Só que os índios não gostavam de trabalhar de graça, e os indolentes colonizadores lusitanos mandaram vir milhões de escravizados da África para dar duro nas lavouras. Os pobres afro-negões também não ganhavam nada, só chibatadas. E, quando a escravidão chegou ao fim, ninguém pagou os 300 anos de férias, décimo-terceiro e FGTS a que tinham direito.  

No Brasil, a truculência está entre nós há muito tempo e está longe de ir embora, mesmo porque o dólar e o euro estão pela hora da morte. Se o nosso país fosse um filme, teria que ser dirigido pelo Tarantino, mas ele não ia conseguir produzir porque a Lei Rouanet acabou —aliás, como todos os outros milhares de leis que existem no Brasil. Só uma lei continua em vigor, a Lei de Talião: olho por olho, presidente por presidente. 

Agamenon Mendes Pedreira é pacifista armado.

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....