Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

A canal investigado por fake news, Queiroga se diz contra uso de máscara obrigatório

O ministro da Saúde afirmou hoje ao Terça Livre que o uso do equipamento de proteção deveria ser apenas "um ato de conscientização"
A canal investigado por fake news, Queiroga se diz contra uso de máscara obrigatório
Foto: Walterson Rosa/MS

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, concedeu hoje uma entrevista ao canal bolsonarista Terça Livre, investigado por disseminar notícias falsas sobre a pandemia. Na segunda, o TSE determinou a suspensão da monetização do canal.

Queiroga afirmou que é contra a obrigatoriedade do uso de máscaras.

Somos contra essa obrigatoriedade [do uso de máscaras]. O Brasil tem muitas leis e as pessoas, infelizmente, não observam. O uso de máscaras tem de ser um ato de conscientização.”

O ministro disse, no entanto, que não vê restrição à liberdade individual caso um país exija apresentação certificado de vacinação para a Covid para liberar a entrada em seu território.

“Vejo uma lei para criar passaporte sanitário. Acabou a pandemia, o que vai fazer com esse passaporte? Nada. É diferente de um certificado de que você tomou a vacina. Existem países que exigem, como para vacina da febre amarela, mas não como forma de restringir liberdades individuais.”

Mais cedo, o responsável pelo Terça Livre, Allan dos Santos, foi denúnciado pelo MPF por ameaças ao ministro do STF Luís Roberto Barroso.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....