Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

A briga tucana pelos 2%

Em entrevista nesta quinta-feira, Eduardo Leite defendeu que João Doria renuncie à candidatura à Presidência, caso não decole nas pesquisas
A briga tucana pelos 2%
Foto: Itamar Aguiar/Palácio Piratini

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), defendeu hoje que o correligionário João Doria desista da candidatura à Presidência da República, caso não decole nas pesquisas de intenção de voto.

As declarações foram dadas em entrevista à rádio O Povo CBN, de Fortaleza.

“Agora temos que dar tempo ao escolhido para que ele [Doria] mostre sua viabilidade. Infelizmente, desde que venceu as prévias, o governador de São Paulo ainda não conseguiu mostrar nas pesquisas algum tipo de movimento. Porém, respeito a decisão do partido nas prévias e torço para que ele se mostre viável, pois é importante para o Brasil constituir uma alternativa”, afirmou o governador gaúcho (foto), derrotado por Doria nas prévias.

“Se a minha candidatura se mostrasse não viável, vamos supor que o PSDB tivesse escolhido meu nome e lá na frente eu não tivesse conseguido reunir as forças políticas e avançar nas pesquisas, isso se imporia uma revisão da candidatura, o PSDB tem que ter essa disposição e o governador João Doria também”, acrescentou Leite.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....