Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

42% das indústrias brasileiras sofreram impacto da guerra na Ucrânia, diz CNI

Setor argumenta que aumentos nos custos de matérias-primas como energia, insumos foram agravados pelo conflito externo
42% das indústrias brasileiras sofreram impacto da guerra na Ucrânia, diz CNI
Foto: Divulgação

A invasão da Ucrânia pela Rússia em fevereiro já causa impactos negativos para 42% das indústrias brasileiras de transformação e extrativas. Um levantamento da Confederação Nacional da Indústria (CNI) afirma que, para a maior parte destas empresas, aumentos nos custos de matérias-primas como energia, insumos e um mercado financeiro foram agravados pelo conflito externo.

Outros setores sofreram em proporções semelhantes, como a de construção (41% viu sua conjuntura piorar). Para sete em cada dez indústrias, o aumento dos custos com insumos e matérias primas nacionais superou as expectativas – em setores como o de biocombustíveis, a percepção de aumento nos custos foi de 100% entre as consultadas.

Para o futuro, a pesquisa aponta que 20% das empresas da indústria extrativa e de transformação e 21% da indústria da construção não esperam impactos da guerra sobre suas operações até o final do ano, enquanto que 31% das empresas da indústria extrativa e de transformação e 27% da indústria da construção disseram esperar efeitos menos intensos. A CNI ainda argumenta que as empresas têm tido dificuldade em apontar prognósticos para o futuro.

A pesquisa ouviu 1,814 indústrias extrativas e de transformação, sendo 734 delas pequenas, 653 médias e 427 grandes. Outras 402 da indústria da construção foram consultadas , sendo 147 pequenas, 172 médias e 83 grandes.

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....