Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

1 x 0 - Fachin vota para tornar réus integrantes do quadrilhão do MDB; Toffoli interrompe julgamento

1 x 0 – Fachin vota para tornar réus integrantes do quadrilhão do MDB; Toffoli interrompe julgamento
Foto: STF

Edson Fachin votou hoje a favor de tornar réus, por organização criminosa, Renan Calheiros, Jader Barbalho, Edison Lobão, Romero Jucá, Valdir Raupp e Sérgio Machado, que integravam o chamado ‘quadrilhão do MDB no Senado’, segundo a Lava Jato.

O ministro-relator votou pela rejeição da acusação contra José Sarney, seguindo manifestação de Augusto Aras.

A denúncia, apresentada por Rodrigo Janot em 2017, diz que o grupo recebeu R$ 864 milhões em propina de contratos da Transpetro e da Petrobras, por intermédio de Sergio Machado, Paulo Roberto Costa e Nestor Cerveró, que delataram o esquema.

“Em sincronia com as revelações dos colaboradores, advém suficiente conjunto probatório e
indiciário dos autos que dão lastro à acusação de que os aqui denunciados integrariam o núcleo político de grupo criminoso influente, devidamente estruturado para o alcance de objetivos espúrios, vale dizer: arrecadação de benefícios financeiros indevidos, por intermédio da utilização de órgãos e entidades da Administração Pública”, escreveu Fachin.

O julgamento foi iniciado hoje no plenário virtual do STF, no qual todos os 11 ministros votam de maneira remota, apresentando votos escritos no sistema processual da Corte.

Dias Toffoli, porém, pediu destaque para levar a discussão ao plenário físico. Com isso, o julgamento foi interrompido e ainda não há data para retomada.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....